quinta-feira, 23 de maio de 2013

Top de Abril de 2013


O líder do top de Abril torna-se também o filme com a maior nota média do ano: o chileno Pablo Larraín e o seu Não, que completa a sua trilogia sobre a ditadura de Pinochet recebeu a média de 8,43. O filme nomeado ao Óscar 2013 de Melhor Filme Estrangeiro fica assim à frente do dinamarquês A Caça como melhor filme do ano até ao momento em Portugal. 

Já a segunda posição da tabela de Abril é ocupada pelo russo Aleksandr Sokurov que, dois anos depois de ter vencido o Leão de Ouro do Festival de Veneza, chega a Portugal com Fausto. A média de 7,40 foi suficiente para o colocar também na nona posição do top 2013. Já o terceiro lugar da tabela foi para Os Amantes Passageiros, o mais recente filme do espanhol Pedro Almodóvar que recebeu a média de 7,25.

Nota curiosa para a reposição nacional de Taxi Driver que foi assim votado pela segunda vez pelos membros do CCOP (a primeira foi no ranking dedicado à filmografia de Martin Scorsese). Com a entrada de novos membros, a sua nota desceu cinco décimas: passou de 9,30 para 9,25. Com o iminente lançamento do top dedicado às Palmas d'Ouro será que a sua nota final vai ser novamente alterada? Descobriremos a 31 de Maio.

Top de Abril de 2013
  1.  Não, de Pablo Larraín | 8,43
  2.  Fausto, de Aleksandr Sokurov | 7,40
  3.  Os Amantes Passageiros, de Pedro Almodóvar | 7,25
  4.  Professor Lazhar, de Philippe Falardeau | 7,00
  4.  Celeste e Jesse Para Sempre, de Lee Toland Krieger | 7,00
  6.  Transe, de Danny Boyle | 6,86
  7.  Nome de Código: Paulette, de Jérôme Enrico | 6,33
  8.  Regra de Silêncio, de Robert Redford | 6,00
  8.  Homem de Ferro, de Shane Black | 6,00
10.  Dou-lhes um Ano, de Dan Mazer | 5,67 
10.  Esquecido, de Joseph Kosinski | 5,67
12.  Ladrões com Estilo, de Michael Hoffman | 5,20
13.  O Expatriado, de Philipp Stölz | 4,75
14.  Conspiração Explosiva, de Eran Creevy | 4,20
15.  Fintar o Amor, de Gabriele Muccino | 3,00
16.  Na Pista do Marsupilami, de Alain Chabt | 2,67

Filmes inelegíveis ou abaixo da amostragem dos 20%
 Taxi Driver, de Martin Scorsese | 9,25
 É o Amor, de João Canijo | 8,00
 O Despertar, de Nick Murphy | 7,00
 A Rapariga de Parte Nenhuma, de Jean-Claude Brisseau | 7,00
 Cativos, de Brillante Mendoza | 6,50
 Reino de Assassinos, de Chao-Bin Su | 6,00
 A Melhor Oferta, de Giuseppe Tornatore | 6,00
 A Oportunidade da Minha Vida, de Nicolas Cuche | 6,00
 O Caçador - Último Tigre na Tasmânia, de Daniel Nettheim | 6,00
 Gladiadores, de Iginio Straffi | 4,00
 Catch. 44: Tiro Certeiro, de Aaron Harvey | 2,50
 Scary Movie: Um Mítico Susto de Filme, de Malcolm D. Lee | 1,00
 Dead Man Down - Um Homem a Abater, de Niels Arden Oplev | -
 O Frágil Som do Meu Motor, de Leonardo António | -

Filme mais popular (maior amostragem)
 Não, de Pablo Larraín (50%)
 Transe, de Danny Boyle (50%)

Filme mais controverso (maior diferença entre a nota máxima e a nota mínima)
 Homem de Ferro, de Shane Black (4 pontos)
 Conspiração Explosiva, de Eran Creevy (4 pontos)

Pior filme (menor nota média em filmes com amostragem superior a 20%)
 Na Pista do Marsupilami, de Alain Chabt | 2,67

Filme com a maior nota individual (filmes com amostragem superior a 20%)
 Não, de Pablo Larraín (Nota 10: duas ocorrências)

Filme com a menor nota individual (filmes com amostragem superior a 20%)
 Na Pista do Marsupilami, de Alain Chabt (Nota 2: duas ocorrências)
 Fintar o Amor, de Gabriele Muccino (Nota 2: duas ocorrências)
 Conspiração Explosiva, de Eran Creevy (Nota 2: uma ocorrência)



(Posição actual [Posição anterior])
  1. [-]   Não, de Pablo Larraín | 8,43
  2. [1]  A Caça, de Thomas Vinterberg | 8,20  
  3. [2]  Django Libertado, de Quentin Tarantino | 8,00
  3. [2]  The Master - O Mentor, de Paul Thomas Anderson | 8,00
  3. [2]  Branca de Neve, de Pablo Berger | 8,00
  6. [5]  Guia Para Um Final Feliz, de David O. Russell | 7,82
  7. [6]  00:30 A Hora Negra, de Kathryn Bigelow | 7,70
  8. [7]  Um Caso Real, de Nikolaj Arcel | 7,50
  9. [-]   Fausto, de Aleksandr Sokurov | 7,40
10. [8]   Irmã, de Ursula Meier | 7,33

Sem comentários:

Publicar um comentário